Saiba se você caiu na malha fina do Imposto de Renda

Foto divulgação Serasa

Giovanna Baseotto | Saiba se você caiu na malha fina do Imposto de Renda

É possível verificar pendências e enviar declaração retificadora por meio do e-CAC, acessado com o uso de Certificação Digital

Passado o prazo final para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2020 à Receita Federal (RF), muitos contribuintes passam a ficar de olho em potenciais riscos de que sua documentação tenha sido retida na chamada “malha fina”.

Chamada oficialmente de “Malha Fiscal do Imposto de Renda”, a malha fina é um sistema de checagem que realiza um cruzamento dos dados apresentados na declaração enviada pelo contribuinte com aqueles enviados à Receita Federal por terceiros — como empresas, planos de saúde e instituições financeiras, por exemplo.

Caso haja divergência entre os dados declarados e as informações recebidas de terceiros, os sistemas da Receita separam essa declaração para que seja feita uma análise mais detalhada. A partir daí, a declaração permanece retida pela Receita até que seja esclarecida a possível divergência encontrada por meio dos sistemas eletrônicos.

Caso detecte algum erro ou divergência na declaração, é possível enviar uma declaração retificadora. Também é possível verificar no próprio site da Receita se foi encontrada alguma divergência e enviar a retificação. Isso pode ser feito desde que isso seja antes de o órgão fiscalizador enviar uma intimação ou notificação de lançamento.

Como verificar pendências ou divergências
Para verificar eventuais pendências ou divergências, é preciso acessar o e-CAC, por meio de Certificação Digital ou da geração de um código.

Feito isso, basta acessar o menu “Meu Imposto de Renda” e verificar o status da declaração enviada — extrato de processamento. Esse canal também permite identificar eventuais pendências na documentação entregue e, se for o caso, enviar uma declaração retificadora. Não há limite máximo de declarações retificadoras a serem enviadas.

O e-CAC permite, ainda, a impressão de DARF (caso haja imposto a pagar) e acompanhamento de restituição.

Utilização da Certificação Digital

Para além do acesso mais simples ao e-CAC, o uso da Certificação Digital permite uma série de outros benefícios. Ele facilita, por exemplo, a própria declaração do Imposto de Renda (na fase pré-entrega). Além de atividades de áreas jurídicas, médicas e contábeis e até o registro eletrônico de imóveis, reduzindo a burocracia.

Para saber mais sobre a Certificação Digital, visite o canal e-CPF